Natureza viva

06/11/17

Um cenário de relações metamórficas entre dispositivos e ambientes naturais (macro e micro) cria ligações com mundos sutis e frágeis, encenando vários problemas relacionados ao meio ambiente, mudanças climáticas e a extinção da biodiversidade. Na dinâmica das vidas artificiais, os seres sintéticos também assumem comportamentos que emulam os da natureza, recuperam suas materialidades ou, de maneira simples e enfática, colocam em crise visões que celebram a tecnologia.

Natureza viva é uma iniciativa inter-universitária entre a Argentina e o Brasil que reúne obras de artistas que, a partir de diferentes perspectivas e cortes, criam uma sinfonia de fluxos, ampliando o cenário e contraindo-o ao mesmo tempo.

Os trabalhos desta exposição adotam formas distintas, privilegiando a autonomia das partes no marco de um todo integrado, onde cada uma das entidades é de natureza diversa, mas em relação de paridade (homens, plantas, dispositivos ...). Acima de tudo, delineiam outros pontos de vista em relação ao contexto, superando a exterioridade do olhar centrado no homem para representar um "estar-sendo" em termos de Rodolfo Kusch: um ser situado na indeterminação, uma humanidade dinâmica em um acontecer empírico e particular.


Passaporte:

Km: 21

Dirección: Valentín Gómez 4838

Cidade: Tres de Febrero

Provincia de Buenos Aires

De 06/11/2017

A 17/12/2017

Artistas:

Colectivo Electrobiota

Mariela Yeregui

Ana Laura Cantera

Fernando Codevilla

Leonardo Arzeno

Gabriela Munguía

Guadalupe Chávez

Raul Dotto

Walesca Timmen

Grupo Robótica Mestiza

Juan Ford

Laura Nieves

Leandro Nuñez (ARG)

Miguel Grassi

Paula Guersenzvaig

Yara Guasque

Eduardo Kac

Guto Nóbrega

Grupo NANO

Gilbertto Prado

Grupo Poéticas Digitais

Rebeca Stumm

Paula Gaetano

Gustavo Crembil (ARG-USA)

Curador:

UNTREF - Universidad Nacional de Tres de Febrero y UFSM - Universidad Federal de Santa María / Nara Cristina Santos (BRA) y Mariela Yeregui (ARG)

Eixo curatorial:

Curadoria BIENALSUR