O que é a BIENALSUR?

BIENALSUR é a Bienal Internacional de Arte Contemporânea da América do Sul. A primeira edição teve lugar entre 2016 e 2017, e tomou como espaço de exposição o território sul-americano e outros países associados, com foco no processo da criação artística e intelectual.

Através da arte contemporânea, em sua primeira edição a BIENALSUR conectou simultaneamente mais de 32 cidades em 16 países do mundo e reuniu mais de 350 artistas e curadores dos cinco continentes. As exposições foram realizadas em diferentes museus, centros culturais, edifícios e áreas emblemáticas do espaço público.

Pensada a partir da geração de uma rede global de colaboração associativa institucional que elimina distâncias e fronteiras e reivindica a singularidade na diversidade; a BIENALSUR propôs um extenso território construído a partir do posicionamento em um "Sul Global".

Organizada pela Universidade Nacional de Tres de Febrero (UNTREF) da República Argentina, a BIENALSUR tem como Diretor Geral seu presidente, Aníbal Jozami e Diana Wechsler como Diretor Artístico-Acadêmico.

Mais de 95% dos trabalhos que fizeram parte da Primeira Bienal foram selecionados após um processo intenso que incluiu duas convocatórias abertas internacionais com temática abertas. No dia 30 de junho pasado, terminou a convocatoria aberta para projetos de artistas e curadores que desejam participar de BIENALSUR 2019. Foram recebidas milhares de propostas de 76 países. A seleção está a cargo de um Conselho Internacional de Curaduría, composto por prestigiosos profissionais de distintos origens.

O criterio de seleção dos pro jetos e a qualidade de cada envio – tanto em termos conceptuais estéticos. Recordamos que a convocatoria foi totalmente livre, sem um tema preestablecido. A lista preliminar de projetos seleccionados será divulgada no mes de agosto. As exposições e ações resultantes desse proceso de seleção e produção, vão ser realizadas entre junho e setembro de 2019.

Com sua própria cartografia, um território e uma rota específica, a BIENALSUR abre-se para uma América do Sul ampliada, quase a uma escala planetária, que reúne artistas e curadores dos cinco continentes. O mapa tem como KM 0 o Museu MUNTREF (Museu da Imigração e Centro de Arte Contemporânea da UNTREF) na Cidade de Buenos Aires e na Primeira Edição chegou até o KM 18.370 em Tóquio, Japão.

Quem faz isso?

Os responsáveis deste projeto são profissionais dedicados à gestão de espaços públicos de formação e desenvolvimento, especializados na área da arte e da cultura. Organizada pela Universidade Nacional de Tres de Febrero (UNTREF) da República Argentina, a BIENALSUR tem como Diretor Geral seu presidente, Aníbal Jozami e Diana Wechsler como Diretora Artístico-Acadêmica.

O Conselho Internacional de Curadores da BIENALSUR está integrado, em ordem alfabética, por: Florencia Battiti (Argentina); Lionel Bovier (Suíça); Tadeu Chiarelli (Brasil); Estrella De Diego (Espanha); Albertine de Galbert (França); Néstor García Canclini (Argentina / México); Andrés Duprat (Argentina); Ticio Escobar (Paraguai); Fernando Farina (Argentina); Abdellah Karroum (Marrocos / Emirados Árabes Unidos); Fábio Magalhães (Brasil); Jeanine Meerapfel (Alemanha); Hans Ulrich Obrist (Suíça / Reino Unido); Rodrigo Quijano (Peru); Ivonne Pini (Colômbia); Liliana Piñeiro (Argentina); e Marie-Cécile Zinsou (Benin).

Aníbal Jozami
/ Diretor geral da BIENALSUR

Sociólogo especializado em Relações Internacionais, empresário e colecionador de arte. É reitor da Universidade Nacional de Tres de Febrero, e também dirige os Museus da Universidade. Em 1993, criou a Fundação Foro del Sur, uma organização não governamental destinada a reunir líderes políticos, empresários e acadêmicos com o objetivo de gerar políticas estaduais na esfera da América do Sul. Em 2015 foi eleito pelos ministros da cultura dos países sul-americanos para projetar, organizar e dirigir a Bienal Internacional de Arte Contemporânea da América do Sul, BIENALSUR.

Diana Wechsler
/ Diretora artístico-académica da BIENALSUR

Curadora argentina Possui um doutorado em História da Arte e é pesquisadora do CONICET. Ë Diretora do Instituto de Pesquisa de Arte e Cultura "Dr. Norberto Griffa" e do mestrado em curadoria de artes visuais da Universidade Nacional de Tres de Febrero. Na mesma Universidade, é a Vice-Diretora dos Museus. Também é professora de Arte Argentina na UBA. Recebeu bolsas de estudo e subsídios, entre outras, a Bolsa de Pós-Doutorado da Getty Foundation. Obteve os prêmios à Curadoria e Ensaio de Arte da Associação Internacional de Críticos de Arte e o de Produção Científica da Câmara de Senadores da República Argentina.

Direção Geral
Aníbal Jozami

Direção Artístico-académica
Diana Wechsler


Direção Institucional
Martín Kaufmann

Conselho Geral
Marlise Ilhesca

Conselho Legal
Mauricio Nuñez

Coordenação de Produção
Varinia Anzorena

Coordenação de Relações Institucionais
Carlos Peralta
Fabián Blanco

Produção audiovisual
UNTREF MEDIA

Conselho Internacional de Curadoria
Florencia Battiti (ARG)
Lionel Bovier (CHE)
Tadeu Chiarelli (BRA)
Estrella De Diego (ESP)
Albertine de Galbert (FRA)
Néstor García Canclini (ARG / MEX)
Andrés Duprat (ARG)
Ticio Escobar (PRY)
Fernando Farina (ARG)
Abdellah Karroum (MAR / ARE)
Fábio Magalhães (BRA)
Jeanine Meerapfel (DEU)
Hans Ulrich Obrist (CHE / GBR)
Rodrigo Quijano (PER)
Ivonne Pini (COL)
Liliana Piñeiro (ARG)
Marie-Cécile Zinzou (BEN)